10 Motivos Que Fazem As Mulheres Japonesas Serem Quase Sempre Magras E Demorem Mais A Emagrecer

Quem já visitou o Japão deve ter notado como as mulheres são tão magras e com uma aparência jovem.

É claro que a genética explica bastante coisa, mas nem tudo.

O segredo está principalmente na culinária do país, que não abre mão da saúde e do bem-estar.

Para quem não sabe, o Japão é o lugar onde há mais pessoas que vivem por mais de 100 anos.

Isso pode nos dizer muito.

O fato é que lá não se come apenas pelo sabor da comida.

Os japoneses se preocupam bastante com os benefícios que podem desfrutar de cada alimento.

É por isso que a maioria tem uma boa forma física e uma pele admirável.

Veja quais são os principais hábitos japoneses que ajudam a rejuvenescer e a manter um corpo magrinho e saudável:

1. Chá Verde

Os japoneses adoram beber chá verde.

Talvez você já tenha ouvido falar no matcha, que é o chá verde em pó, feito de folhas de alta qualidade.

Elas ficam secas e são moídas em pó fino.

Esse pó é misturado com água quente, e assim é feito o chá.

A bebida não é só saborosa, mas excelente, pois contém antioxidantes que ajudam a combater os radicais livres, adiando o processo de envelhecimento.

Além disso, beber chá verde regularmente ajuda na perda de peso, previne doenças cardíacas e câncer.

Um estudo publicou que os japoneses que bebiam 5 xícaras de chá verde por dia tinham 26%  a menos de risco de morte por doenças.

2. Alimentos fermentados

Alimentos fermentados como kefir, kombucha, missô, tempeh e kimchi estão muito presentes na dieta dos japoneses.

No processo de fermentação, as bactérias naturais se alimentam do açúcar e do amido, criando ácido láctico.

A fermentação preserva os nutrientes naturais nos alimentos e cria enzimas benéficas, vitaminas B, ácidos graxos ômega 3 e várias estirpes de probióticos.

À medida que a fermentação produz bactérias intestinais amigáveis e quebra alimentos para uma forma mais digerível, ajuda a digestão, o que, por sua vez, também ajuda na perda de peso.

Além disso, ajuda a expulsar toxinas nocivas e metais pesados do tecido celular.

3. Frutos do mar

Os japoneses adoram frutos do mar.

Por outro lado, não são muito fãs de carne vermelha, até porque sabem que ela está associada a muitos problemas de saúde, como obesidade, colesterol e inflamações.

Eles combinam arroz ou macarrão com peixes e frutos do mar.

O peixe é bom porque é rico em proteína, nutrientes essenciais e ácidos graxos ômega 3.

O que isso significa?

Que o consumo regular ajuda na saúde do cérebro e coração.

Além disso, ajuda a eliminar gordura, principalmente a abdominal.

4. Porções menores

Na cultura japonesa, não é muito comum servir porções grandes de comida.

Isso acaba fazendo com que a pessoa coma menos.

Essa prática pode ser ainda melhor do que se preocupar com o tipo de comida.

Isso porque evita o consumo em excesso de forma involuntária.

Sobre isso, vão algumas dicas:

– Não preencha completamente o prato.

– Não se sirva com uma grande porção de qualquer item.

– Procure decorar seu prato com alimentos coloridos e naturais.

 

5. Caminhar

Os japoneses caminham muito.

Isso não só ajuda a emagrecer, como também a manter a saúde do coração, aumentar a energia e garantir o bom humor.

Além disso, o exercício físico alivia bastante o estresse.

É bem comum ver pessoas se deslocando de trem, metrô ou até mesmo bicicleta no Japão.

As crianças, por exemplo, também caminham um bom tempo para chegar à escola – dificilmente são levadas de carro pelos pais, como na América.

6. Comer devagar

As refeições são sagradas para os japoneses.

Eles entendem que o alimento energiza o corpo.

Por isso, dificilmente você vai ver alguém comendo num transporte público ou enquanto caminha, é até deselegante para eles.

O momento de comer deve ser apenas para desfrutar do sabor.

Isso é muito bom, pois dá tempo para o estômago fazer a digestão.

O hashi, os pauzinhos usados como garfo, são ótimos para promover uma alimentação numa porção pequena e sem pressa.

7. Métodos de cozimento saudável

A culinária japonesa não só usa ingredientes saudáveis, mas também métodos de cozimento saudáveis.

No Japão, predominam as técnicas de cozimento em grelha, o que evita o excesso de óleo nos alimentos

Além disso, ajuda a preservar o sabor e os nutrientes de cada ingrediente.

8. Artes marciais

Elas são muito comuns no Japão, como você já deve saber.

São estilos, como karatê, judô e aikidô, que desempenham um papel fundamental na melhoria do nível de aptidão física e da saúde geral, tanto de homens quanto de mulheres.

A maioria das artes marciais melhora a resistência cardiovascular, ajuda a fortalecer os músculos, estimula a flexibilidade, ajuda na perda de peso e no relaxamento da mente.

Todas essas vantagens contribuem para uma aparência mais jovem.

9. Banhos de Primavera

Trata-se de um banho quente bastante comum.

Como o país fica em solo vulcânico, ele tem milhares de “onsen”, que é um local de fontes termais.

As fontes termais têm poderes de cura e são benéficas para a saúde, devido à temperatura da água e do  conteúdo mineral, como magnésio, cálcio, sílica e niacina.

Quando tomamos banho numa fonte termal, nossa pele absorve os minerais, aumentando a pressão hidrostática.

Isso melhora a circulação sanguínea e o fluxo de oxigênio em todo o corpo.

E não é só isso, também reduz o estresse e promove um sono melhor.

Já deu para entender por que as japonesas costumam ter uma pele tão bonita, não é mesmo?

O banho de primavera é feito pelo menos duas vezes por mês.

10. Sobremesas saudáveis

Sabe aquele docinho depois do almoço?

Não faz parte da cultura japonesa, por isso é mais fácil que os nativos mantenham o corpo magro.

No Japão, as pessoas preferem comer frutas frescas no final da refeição.

Além disso, os doces japoneses têm muito menos açúcar, farinhas refinadas e todos os outros ingredientes maléficos tão presentes em nossas sobremesas.

 

Fonte

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *