Neurocirurgiões Realizam Com Êxito O Primeiro Transplante De Cabeça

Notícias a respeito do primeiro transplante de cabeça vêm circulando em vários meios de comunicação já faz algum tempo.

É impossível não lembrar do doutor Victor Frankenstein – a diferença é que não é ficção, mas ciência.

E agora o esperado transplante finalmente se concretizou.

Quem está por trás dessa novidade surpreendente é um grupo de médicos da Universidade de Medicina de Harbin, na China.

Eles conseguiram, depois de 18h de trabalho, fazer o transplante num cadáver.

Ao fim do procedimento, chegaram à conclusão de que é possível conectar a cabeça de uma pessoa com a coluna vertebral de outra, através de nervos e vasos sanguíneos.

O transplante foi liderado pelo dr. Xiaoping Ren, que no ano passado inseriu com sucesso uma cabeça no corpo de um macaco.

Segundo o cirurgião, o próximo passo é o uso do corpo de doadores com morte cerebral em pessoas deficientes.

 

Depois do transplante, o professor e diretor do Grupo de Neuromodulação Avançada de Turim, Sérgio Canavero, durante uma coletiva de imprensa, afirmou ao Jornal Telegraph que isso não demoraria a acontecer.

Ainda não temos nenhuma evidência concreta, mas o neurocirurgião italiano afirmou que o estudo do experimento com cadáveres será publicado em alguns dias.

E ele promete para dezembro a realização do primeiro transplante em pessoas vivas.

 

O especialista em computação russo Valery Spiridonov, de 31 anos, que sofre de uma doença degenerativa incurável, já se voluntariou para ser o primeiro paciente de Canavero.

O dr. Sérgio Canavero, porém, ainda não confirmou o local.

Ah, antes de terminar, uma reflexão sobre lógica: a mídia e os médicos estão chamando de “transplante de cabeça”.

Mas, pensando bem, deveria se chamar “transplante de corpo”.

Afinal de contas, a pessoa viva ganha um corpo novo.

Concorda ou não com nossa linha de pensamento?

Fonte

Loading...

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *