Somente o Leite? Veja 8 alimentos com melhores níveis de cálcio do que os laticínios

Leite!

Com certeza quando se pensa em níveis de Cálcio no nosso corpo, esse é o primeiro nome que aparece.

Qual a importância do Cálcio para nosso organismo?

O cálcio é o metal mais abundante no corpo humano, especialmente na forma de compostos como o carbonato de cálcio. De aproximadamente 1200 gramas de cálcio encontrados em um adulto, 1110 gramas estão nos tecidos ósseos. Os 90 gramas restantes são utilizados para diversas funções, tais como: atividades das membranas celulares, contrações musculares, impulsos nervosos, controle de acidez do sangue, divisão celular, controle hormonal e na coagulação sanguínea. Os íons de cálcio, enquanto ferramentas úteis à coagulação, são muito importantes na conversão de pro-trombina em trombina, e posteriormente o fibrinogênio em fibrina, a qual formará a malha fibrosa conhecida por coágulo.

Complicado né?

Vamos ao que nos interessa…

Na Nutrição

O cálcio é essencial para a transmissão nervosa, coagulação do sangue e contração muscular; atua também na respiração celular, além de garantir uma boa formação e manutenção de ossos e dentes. Por sua presença na formação óssea o cálcio é um dos elementos mais abundantes no corpo humano.

Deficiência

Por ser essencial para o funcionamento do organismo, quando existe deficiência de cálcio na corrente sanguínea (por má alimentação, questões hormonais ou outros motivos) o corpo tende a repor a deficiência retirando cálcio dos ossos. A deficiência de cálcio pode levar a osteopenia e osteoporose, na qual os ossos se deterioram e há um aumento no risco de fraturas, especialmente nos ossos mais porosos.

Excesso

O excesso pode ocasionar as conhecidas “pedras” no rim, que são na verdade pequenos aglomerados de uma substância conhecida como oxalato de cálcio. Este tipo de formação é mais comum em decorrência da ingestão de cálcio de origem mineral (presente no solo e consequentemente na água de determinadas regiões) e também em alguns suplementos alimentares, já que este tipo de cálcio não é muito bem absorvido pelo organismo. Ingestão de água em quantidade suficiente ajuda evitar as pedras nos rins.

Consumir cálcio em excesso também pode ocasionar a redução de outros minerais, como magnésio.

O excesso também pode causar anorexia, dificuldade de memorização, depressão, irritabilidade e fraqueza muscular.

Sua deficiência também pode causar agitação, unhas quebradiças, propensão a cáries, depressão, hipertensão, insônia, irritabilidade, dormência no corpo e palpitações.

Mas só no leite temos cálcio? É voltamos nele…

Seria muito importante  se pudéssemos nos nutrir dele de outras formas.

Segundo a revista Health, um adulto deve consumir diariamente cerca de mil miligramas de cálcio, o equivalente a oito copos de leite. Obviamente que existem outras formas de ingerir um valor aproximado ou idêntico ao recomendado, sem necessidade de exagerar no leite.

Vamos listar algumas das opcões:

couve-chinesa1 – Couve-chinesa

É uma Brássica, assim como a couve-flor, a couve comum, o brócolis e o repolho. Também chamada de repolho chinês, é muito nutritiva. Excelente fonte de ácido fólico. Como é pobre em calorias, pode ser usada em regimes de emagrecimento.

74 miligramas por uma xícara desta couve já picada.

brocolis

2 – Brócolis

O brócolis é uma hortaliça com poucas calorias, sendo recomendável em regimes de emagrecimento. Os teores de cálcio são próximos ao do espinafre, com a vantagem de serem mais digestíveis no caso do brócoli.

86 miligramas por duas xícara de brócolis crus.

Interior-figo

2 – Figo

É uma fruta muito energética, pois possui uma grande quantidade de açúcar. É rico em fósforo, potássio e cálcio. Cada 100 gramas de figo possui, em média, 150 calorias.

121 miligramas por meia xícara de figos desidratados ou secos.

laranja

3 – Laranja

A laranja é muito conhecida por ser fonte de vitamina C, sendo este seu nutriente mais importante. A forma mais eficiente de se beneficiar de todos os nutrientes da laranja é consumi-la fresca ou tomar seu suco.

74 miligramas por laranja média e 27 miligramas por um copo de suco de laranja (cerca de 200ml).

sardinha4 – Sardinha

Saudável e nutritivo, rico em proteína e ómega-3, sendo também uma importante fonte de cálcio. Selênio, fósforo e vitamina D são outros dos nutrientes que também encontra neste peixe.

382 miligramas por cada 100 gramas de sardinha.

feijao-branco

5 – Feijão branco

O feijão-branco ajuda a emagrecer, porque ele tem uma proteína de reserva. Ele tem uma proteína chamada faseolamina, e essa proteína é inibidora do processo de digestão do carboidrato

63 miligramas por meia chávena deste feijão cozido.

Tofu6 – Tofu

Tem um sabor suave, e por isso é geralmente usado em receitas relativamente simples. Nutricionalmente tem um conteúdo proteico muito rico e por isso é usado no Ocidente como substituto da carne por vegetarianos.

434 miligramas por meia xícara.

amendoas

7 – Amêndoas

Estudos indicam que, quando aliadas a uma dieta, essas castanhas auxiliam na perda de peso, pois são ricas em gorduras monoinsaturadas, responsáveis por manter o nível de açúcar no sangue estável e ativar o metabolismo da queima de gorduras.

75 miligramas por um punhado (cerca de 23 unidades).

Fonte: Emagrecer um desafiowikipedia

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *